As drogas e a violência em Sobral

Infelizmente um dos assuntos mais em voga aqui em Sobral é a violência! Quase todos os dias sabemos de assaltos, arrombamentos, tiroteios, assassinatos, tudo isso num mesmo dia ou pelo menos uma dessas infelicidades!
Tenho lido em vários blogs e também no feed do Fecebook que para muitas pessoas o fator gerador de toda essa onda de violência é o consumo de drogas.

Não sei se essa é a ÚNICA causa, talvez seja UMA DAS CAUSAS!

Sendo a única ou uma das causas desse surto de violência que temos vivenciado especialmente nesse ano de 2013 fiquei pensando que nesse problema das drogas existe uma questão de mercado.

Não é preciso ser especialista ciências econômicas para saber que só há um mercado fornecedor para alguma coisa se houver um mercado consumidor, não é?! E vice-versa!

Vamos a um exemplo bem grosseiro. Alguém, nos últimos 10 ou 15 anos sabe me dizer se o mercado de comercialização de máquinas de escrever está bastante aquecido? Talvez nem exista mais esse mercado – mais um fruto da tal destruição criativa da economia de mercado do mundo capitalista – a não ser para colecionadores e isso não vem ao caso. Portanto, se não houver compradores para máquinas de escrever não haverá produção das mesmas! Simples assim, preto no branco!

Mas o que isso tem a ver com o mercado de drogas!? Simples, enquanto houver público consumidor para drogas, sejam elas quais forem, haverá mercado fornecedor! Desde o traficante pé-de-chinelo até mesmo aquele que é responsável por trazer toneladas e toneladas de drogas e que vive uma vida de luxo e ostentação e que muitas vezes a sociedade em geral sequer faz ideia de onde é que vem tanto dinheiro!

Desta forma, penso, não como um especialista, mas como um observador do cotidiano, que não basta somente colocar mais e mais polícia nas ruas para frear a violência que é resultado do consumo de drogas! A colocação de polícia nas ruas é necessário para uma espécie de choque e para colocar ordem. Porém, essa ordem se sustenta não por muito tempo se não for dado o passo seguinte. E o passo seguinte, ou talvez o passo conjunto, são as ações sociais. Se faz muito necessárias as ações que minem o mercado consumidor! Se não houver quem compre e consuma drogas, não tardará o traficante deixar de existir!

As ações que devem ser feitas para combater a questão do problema das drogas lá na sua origem já são velhas conhecidas de todos e mais uma vez, nem precisa ser especialista para dizer quais são. Novamente estamos diante daquela situação que se apresenta toda vez que o Estado se faz ausente.

Penso que umas das perguntas que devem ser respondidas é: por que alguém é levado a consumir drogas? O faz com que um adolescente, ou mesmo uma criança, cair nesse mundo perdido e muitas vezes sem volta?

As respostas serão muitas. E talvez seja aí o foco das ações, das políticas públicas voltadas para o social. Isso para se evitar o aparecimento do mercado consumidor de drogas. E quanto ao mercado existente? Também deve ser atacado no sentido de se oferecer mecanismos para que esses indivíduos possam deixar de participar do mercado consumidor de drogas.

Porém, há de se ter em mente que qualquer ação de cunho social, para acabar com o mercado consumidor de drogas, demanda muito tempo. São ações de longo prazo e que devem ser contínuas não podem ser pontuais! Não será do dia para noite que se resgata uma geração que deve estar quase (digo quase pois ainda tenho uma pontinha de esperança) perdida e se evita que outras tantas gerações se percam!

Hudson Costa

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s