Querer é poder?!

Muitos daqueles que hoje estão no meio da casa dos 20 e até mesmo já entrando na casa dos 30, teve como companhia em diversas manhãs a Rainha dos Baixinhos, aquela loira gaúcha que apresentava um programa infantil no qual chegava e ia embora em uma nave espacial!

Uma das frases que essa apresentadora mais repetia em seu programa e que depois até virou mote para uma música, dizia que querer é poder. E lá se foi uma geração inteira crescer com isso na cabeça. Além da apresentadora citada, os pais dessa geração, talvez em virtude de passar um tempo mais reduzido com os seus rebentos (tenho a impressão que a minha geração, dos que estão chegando aos 40, tenha sido a última a ter a mãe mais presente em casa) por conta de trabalho e de todas as outras atividades da dita vida moderna, também contribuíram de alguma forma para que a ideia de que basta querer para poder se cristalizasse mais ainda nas mentes então infantis daquela época.

E o resultado disso tudo?

Como um bom observador da vida cotidiana, e também em virtude da minha experiência como professor universitário, tendo passado um tempo como coordenador de um curso de graduação e agora como diretor adjunto de um centro da Universidade Estadual Vale do Acaraú, noto que estamos diante de uma geração que tem uma certa dificuldade de aceitar situações nas quais as respostas podem ser do tipo: “não é possível!”, “não tem como fazer do jeito que você quer!”, “não é bem assim, as coisas não podem ser desse jeito!”, “o seu problema não é prioridade!”, dentre outras respostas de cunho negativo.

Já perdi a conta de vezes em que estive em situações que tiveram como respostas as frases que citei acima e percebi que o meu interlocutor não aceitava de maneira alguma que seu desejo, que ele acreditava ser uma ordem, não poderia ser atendido, ou que talvez não pudesse ser atendido logo. Eis outra característica dessa geração: o imediatismo! Mas isso é assunto para outra reflexão!

Portanto, é bom que a geração que cresceu ouvindo a Rainha dos Baixinhos dizer que querer é poder, ou que também ouviu muito os pais dizerem para eles que a vida sempre vai lhes sorrir, que tudo aquilo que eles desejarem será prontamente atendido, que eles são o centro do Universo e outras utopias que muitos pais, no afã de proteger seus filhotes das dores do mundo plantam em suas mentes juvenis, tirem definitivamente da cabeça essas ideias! Isso não é ser pessimista! Isso é ser REALISTA!

A vida nem sempre vai te dizer sim! Talvez ela te diga mais NÃO do que SIM! Na escola da vida existe a reprovação! O mundo fora de casa não está a seu serviço! E a lista de alertas é imensa! O importante mesmo é ter consciência de que nem sempre querer é poder e que tem coisas que não podem mesmo ser do jeito que queremos!

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s