[ Os Números (não) Mentem ]

Arte-Numeros_mentem02.indd

Estes são alguns recortes do livro Os Números (não) Mentem, de Charles Seife. A medida que for lendo o livro irei publicando mais alguns recortes e também tentarei publicar algum texto tendo como base o recorte.

“Em mãos ágeis, dados adulterados, estatísticas fajutas e matemática ruim podem dar aparência de verdade à ideia mais fantasiosa, à falsidade mais acintosa. Podem ser usados para oprimir os inimigos, destruir os críticos e pôr fim à discussão. Algumas pessoas, aliás, desenvolveram uma habilidade extraordinária no uso de números forjados para provar falsidades. Tornaram-se mestres da falácia matemática:a arte de empregar argumentos matemáticos enganosos para provar algo que nosso coração diz ser verdade – ainda que não seja”.

“Um número sem unidade de medida é etéreo e abstrato. Com uma unidade, ganha sentido – mas, ao mesmo tempo, perde sua pureza. Atreladas a unidades, as cifras não podem mais habitar o reino platônico da verdade absoluta; ficam maculadas pelas incertezas e imperfeições do mundo real. Para os matemáticos, os números são a representação de verdades indubitáveis; pra o restante de nós, significam medições intrinsecamente impuras”.

“Por mais ridícula que seja uma ideia, expressá-la sob a forma numérica faz com que ela soe respeitável, ainda que a medição subentendida seja claramente absurda”.

“De longe, porém, os dados parecem convincentes, e o número de Potemkim pode ser um instrumento poderoso para apoiar um argumento frouxo ou intimidar um oponente teimoso”.

“Desestimativa é o ato de tomar um número muito ao pé da letra, subestimando ou ignorando as incertezas envolvidas”.

“Um terceiro método, o do empacotamento de frutas, é ligeiramente diferente. Neste método, os números, tomados isoladamente, não são falsos; a apresentação, a embalagem dos dados, é que produz a adulteração”.

“Colher cerejas é selecionar com apuro os dados, escolhendo aqueles que apoiam a tese defendida, deixando em segundo plano ou ignorando os que a contrariam”.

“Enfatizar o positivo, excluir o negativo. Eis a primeira colheita de cerejas”.

 

 

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s