​[ Bajulados & Bajuladores ]

Será que o bajulador tem consciência, ainda que seja mínima, da sua condição? Ou melhor, será que o bajulador se reconhece como tal? 

Será também que o bajulado se reconhece como sendo alvo da bajulação, seja de um ou de muitos? Terá o bajulado a mínima  consciência disso?

Creio que os bajulados deveriam se afastar dos bajuladores. Bajuladores, a meu ver, são vis, são pouco confiáveis, são dissimulados, falsos, enfim, não há bons adjetivos para nos referirmos aos bajuladores.

E se os bajuladores são tão perniciosos assim para os bajulados por que então estes parecem gostar da proximidade daqueles?

A meu ver, acredito que os bajuladores exercem um fascínio sobre os bajulados. Os bajuladores massageiam constantemente o ego dos bajulados. Se o bajulado está de baixo astral, triste, ou como dizem os jovens, bateu-lhe uma bad, basta algumas palavras dos bajuladores para lhe alegrar e levantar o astral, trazer de volta o bom humor.

Dessa forma, parece-me, que os bajulados acabam ficando viciados na bajulação, nos elogios gratuitos e rasos dos bajuladores. O bajulador experiente  acaba sendo uma espécie de traficante de alegria para o ego.

E é possível afirmar que assim como as “viagens” e sensação de bem estar proporcionadas pelo consumo de drogas não passam de ilusões assim são as bajulações, meras ilusões que se desmancham no ar facilmente. 

Talvez se não fosse essa dependência de massagens no ego e de falsas alegrias os bajulados se afastariam imediatamente dos bajuladores. Mas a tentação é grande e difícil de resistir.

Se os bajulados não ficassem tão cegos e surdos com os elogios dos bajuladores teriam mais consciência tanto da sua condição como também do quanto os bajuladores são prejudiciais.

Se os bajulados bem soubessem dariam mais ouvidos àqueles que lhes criticam e que muito dificilmente lhes dirigem elogios, quanto mais elogios baratos.

É… Antes eu ficava com pena daqueles que precisam ser bajuladores para poderem garantir o seu lugar ao sol, é uma tentativa de sobrevivência. Porém, agora percebo que os bajulados é que devem ser dignos de pena, afinal não passam de almas frágeis e carentes que acabam se viciando nos elogios baratos e gratuitos dos traficantes de alegria do ego, os nocivos bajuladores.

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s