[ A Tênue Fronteira ]

Há tempos que observo que existe uma tênue fronteira entre as ações de conscientização e ações que passam ser percebidas como chatas, inconvenientes, desagradáveis.

Por mais nobre que seja a causa defendida é preciso notar que as ações que visam trazer adeptos à causa precisam ser agregadoras, que devem ser vistas com simpatia.

Quando se avança a fronteira e se chega no território da apurrinhação, do enchimento de saco, e o pior de todos, o patrulhamento, aquela ação de conscientização e seus atores passam a ser encarados de maneira negativa. O pior é quando a ação de conscientização ganha um ar de patrulhamento. E por isso o que era pra agregar acaba sendo algo que afasta.

Portanto é preciso dosar bem até mesmo ações que visam conscientização para que não haja o efeito colateral de antipatia pela causa e seus agentes.

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s