[ Breve Reflexão sobre Conhecer e Errar ]

Vagando pela timeline do Facebook dia desses me deparei com um post sobre uma acusação de assédio sexual contra uma pessoa que pelo que entendi era alguém bastante conhecido num determinado meio. Uma das coisas que me chamou a atenção e me levou a fazer essa breve reflexão foi que no post, além da manchete havia um comentário assim: “Como é que pode?! Fulano?! É… A gente pensa que conhece as pessoas…”

A partir daí me veio logo à mente a figura de Sócrates e aquela passagem sobre sua ida ao oráculo de Delfos onde ele leu a célebre frase “Conhece-te a ti mesmo”.

Então, diante da surpresa sobre o “desconhecimento” acerca de outra pessoa não seria uma boa primeiro tentar se conhecer?!

A questão acima fica para instigar uma primeira reflexão. Virão outras ao longo do texto.

Quando cursei a disciplina Filosofia da Ciência, no Bacharelado em Filosofia, tive contato com um texto em que o autor apresentava uma distinção entre os conceitos SABER e CONHECER. Para explicar essa diferença em rápidas palavras vou usar um exemplo. É comum dizermos “Eu conheço Fulano de Tal”. Para o texto acima mencionado, só podemos afirmar conhecer alguém se convivermos com esse alguém, caso contrário, no máximo podemos afirmar que sabemos desse alguém.

Um outro exemplo, que penso ser mais didático: para que eu possa afirmar que conheço a obra de um determinado artista, um cantor por exemplo, preciso ter estudado a obra dele, ter ouvido boa parte de suas canções, ter tido contato mais profundo com a obra do mesmo. Se eu não tiver feito isso apenas sei da obra desse cantor. E mais, não deveria dizer que conheço o artista, quando na verdade conheço a sua obra. Ou seja, é preciso separar criador de criatura.

Voltemos então ao caso que abriu esse texto… Será que o autor do post lá no Facebook realmente conhecia a pessoa que foi acusada de assédio sexual?! Ou será que ela apenas sabia dessa pessoa?!

Agora passemos para a parte sobre errar.

Uma das coisas que venho notando em nossa sociedade é uma verdadeira aversão ao erro como se essas pessoas que se escandalizam com o erro dos outros fossem pessoas infalíveis, incapazes de errar. É uma aversão que já vem com um julgamento moral embutido e até mesmo uma condenação. Ora, se nós, na maioria dos casos mal nos conhecemos de fato para sabermos o que somos realmente capazes ou não de fazer como podemos nos considerar detentores do monopólio das virtudes?! ?!

Creio que uma boa parcela de nós tem alguma consciência de que somos imperfeitos e que podemos errar a qualquer momento mesmo que exerçamos dura vigilância sobre nossos atos. É da natureza da espécie humana errar. Perfeitos somente os deuses idealizados por nós. Fora isso, todos podemos errar.

Mas no caso em questão, da acusação de assédio sexual outro ponto me chama a atenção. É que a pessoa foi acusada de assédio e entendo que entre a acusação e a confirmação ou não do assédio ainda há uma certa distância. Acontece que para muitos quando se acusa alguém de algo é porque a culpa dessa pessoa já foi confirmada e é fato consumado. Principalmente quando a acusação é de assédio sexual.

Alguns podem até dizer: “Ah!!!! Mas ele foi acusado de assédio!!! Quem acusa outro de assédio é porque realmente houve!” E a esses eu pergunto: TODA pessoa que acusa outro de assédio sexual SEMPRE o fará porque realmente houve o assédio?! NUNCA alguém irá acusar outro de assédio sexual apenas e tão somente para sacanear, para ferrar com a vida do acusado?! Sei que essa é uma questão delicada e que posso passar a ser perseguido por alguma militância que acredita piamente que NUNCA uma pessoa que acusa outro de assédio sexual o faria apena para ferrar com a vida do outro. Penso que esses possuem uma crença muito profunda na infalibilidade da espécie humana.

Enfim, deixo nesse texto algumas questões em aberto e que podem vir a servir de mote para algum debate.

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s