[ Limitações ]

Somos seres altamente limitados!! Não estou me referindo às limitações físicas mas sim quanto à informação!!

Explicando!! Explicando!! Explicando!!!

Quando digo que somos limitados quanto à informação (e outras coisas mais do ponto de vista intelectual mas que não cabe neste post esse debate, pelo menos por enquanto) quero dizer que não somos sabedores de tudo. Para isso precisaríamos ser oniscientes.

Bem, a maioria de nós possui algum conhecimento sobre diversas áreas. Eu por exemplo sei alguma coisa sobre Ciências da Computação, Matemática, Probabilidade, Economia, Fotografia e algumas outras coisas. São assuntos que muito me interessam e que por isso procuro conhecer mais e mais, lendo ou através de outros meios. Mas sou um completo ignorante quanto a muita coisa, como por exemplo física nuclear ou de partículas!! Não discuto com aquele que tem mais conhecimento que eu em determinadas áreas. Respeito as minhas limitações. Só depois de adquirir mais conhecimento é que me sinto à vontade para tal empreitada intelectual.

E mesmo aqueles que são profundos conhecedores de alguma área do saber ainda não são oniscientes nessa área. Como disse o Marcelo Gleiser em seu mais recente livro “para saber todas as respostas precisaríamos primeiro saber todas as perguntas”. Até os gênios possuem limitações!!

Bem, mas parece que nem todos se dão conta dessas suas limitações de conhecimentos!!

Lembro que há tempos li em um almanaque (almanaque é algo que a geração internet deve pouco saber o que seja) ou foi numa daquelas revistinhas Seleções (outra coisa que o povo dos 140 caracteres desconhece) que o primeiro degrau rumo à iluminação era a ignorância completa, isto é, quando não se sabe que não sabe de algo. Quando eu sei que não sei de algo já não estou mais na ignorância absoluta! Já sei de alguma coisa. Lembra da famosa frase de Sócrates, o filósofo grego?! 😉

Acontece que tem sido comum, talvez em virtude de vivermos imersos em tanta informação, uma certa sensação de não estarmos nunca no estágio de ignorância absoluta!!

Tenho notado também inúmeros juízos de valor serem emitidos a partir de pouca informação, quando não nenhuma informação. Pelo visto, a pressa que caracteriza este mundo contemporâneo, nos faz acreditar que basta ter lido um comentário de algum desconhecido a respeito de algum assunto e por termos nos identificado com o mesmo, para que apenas com aquele subsídio informacional já tenhamos o suficiente para também emitirmos nossos próprios juízos.

Mas e o contraditório?! E outras opiniões?! E outras fontes?! Não, não precisa!

E assim vemos mais e mais análises rasas, um tanto quanto vazias, mas com ar de palavra final sobre determinado assunto!!

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s