[ Será que é científico mesmo??!! ]

Atire a primeira pedra aquele que nunca ouviu, pelo menos uma vez na vida, alguém dizer coisas do tipo: “Ora, mas isso é cientificamente comprovado!!” ou “Essa minha hipótese é verdadeira!!!” ou “Vi uma pesquisa que comprovava isso!”. Resumindo, na Era da Informação (e de muita contra-informação e muito lixo informacional) o uso de expressões como essas é cada vez mais comum! Banalizaram geral!!!
 
Mas será que essas expressões estão sendo utilizadas corretamente?!
 
Para ajudar a responder a essa pergunta e também levar muitos a fazerem uma pequena reflexão a respeito das mesmas, trago este pequeno texto elaborado a partir da leitura do livro Teoria e Prática da Pesquisa Aplicada (Alegria, Rosa; Victyor Aratangy; Pergentino Almeida). Editora Campus.
 
Primeiro ponto: o que vem a ser pesquisa???
 
Uma pesquisa, em palavras simples, pode ser encarada como sendo o elo entre aquilo que já se sabe e aquilo que se desconhece. Isto é, o pesquisador utilizará algum conhecimento prévio acerca de algum problema e procurará descobrir ou conhecer aquilo que ainda está oculto.
 
Quando se desenvolve uma pesquisa, uma das primeiras atividades do pesquisador é criar uma hipótese. Mas o que vem a ser isto?
 
A hipótese é uma verdade que nasce na mente do pesquisador, antes mesmo que ela seja confirmada. Portanto, quando se formula uma hipótese o pesquisador ainda não está de posse da verdade a ser encontrada. A hipótese, como foi dito, é uma verdade apenas e tão somente para o pesquisador, é uma verdade pessoal, quase um ato de fé. O trabalho de pesquisa é que levará a prova ou refutação da hipótese. Uma vez provada, a hipótese deixa de ser uma verdade apenas para o pesquisador.
 
Ok!!! Ok!!! Temos uma definição para pesquisa e outra para hipótese, mas o que vem a ser científico???
 
Entende-se por científico, no sentido empírico do termo, tudo que pode ser comprovado. Veja bem, estamos aqui nos referindo ao sentido empírico do termo. Quando estamos nesse campo necessitamos da comprovação. O que vem a ser científico empiricamente sempre carecerá de prova. Se um pesquisador conseguiu chegar a confirmação de uma verdade através de determinado procedimento empírico, qualquer pesquisador que repetir o procedimento nas mesmas condições deverá obter os mesmos resultados. Isso faz uma grande diferença especialmente quando a expressão “cientificamente comprovado” é altamente banalizada.
 
O conceito de opinião também é bastante utilizado em muitos contextos ditos científicos e também fora dele. É importante sabermos que conceitualmente opinião é uma afirmação subjetivamente insuficiente – porque as opiniões não são verdades definitivas nem mesmo para quem opina. Por isso que é bom salientar quando se usa a expressão “dar uma opinião” que aquilo não é uma verdade definitiva. Dentro desse contexto surge também a questão das crenças. As crenças seriam subjetivamente suficientes, pois a crença é uma convicção individual, mas não pode ser tomada como objetivamente suficientes. A verdade é suficiente tanto para quem afirma (subjetividade) como também para outras pessoas (objetividade) que vierem a tomar conhecimento do que está sendo afirmado.
 
Com esses conceitos em mãos podemos encarar melhor certos debates quando alguém e até mesmo nós nos valemos do tão famoso cientificamente provado!!!
 
😉

Um comentário sobre “[ Será que é científico mesmo??!! ]

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s