[ Diário da Pós ]

O diário da pós dessa semana não contará uma história pitoresca vivenciada por mim nas cercanias do Campus do Pici ou das viagens Sobral-Fortaleza-Sobral…

O diário da pós, edição do dia 22 de Maio de 2019, traz uma história de saudade…

Estava eu na sala de professores visitantes do Bloco 952, fazendo uns apontamentos para uma apresentação que deverei fazer amanhã durante a aula de Lógica Modal. Foi quando abri o zazap e me deparei com uma mensagem de uma tia: “Ela acabou de morrer… Dormiu e não acordou mais…”

Há algum tempo uma tia minha teve câncer de mama. Fez tratamento, rádio e químio e enfim, ficou boa. Porém, há alguns anos a doença voltou e atingiu os ossos dessa minha tia e no final de 2018 ela foi desenganada pelos médicos que haviam dado a ela no máximo mais um mês de vida.

No dia 25 de dezembro do ano passado, depois de passar a noite de Natal com minha mãe resolvemos dar um pulinho em Mranguape para visitar essa minha tia. Achei que poderia ser a última vez que a veria com vida dado o diagnóstico e também porque no dia 27 eu e Joelma Colares embarcaríamos para MG em férias.

Acontece que as previsões dos médicos estavam equivocadas!

A última vez que estive com minha tia foi no dia 1o de Maio deste ano. Como era uma quarta-feira e eu estaria em Fortaleza por conta das aulas da pós, resolvi ir até Maranguape fazer-lhe mais uma visita. Foi uma visita com um misto de alegria e tristeza. Alegria porque mesmo ela lá na cama, já bastante debilitada, muito magrinha, sem enxergar e com a voz bem fraquinha, ela ainda nos fez rir contando umas histórias e ainda disse que tinha uma fofoca para nos contar.

Saí de lá e fiquei pensado: será que foi a última vez que a vi viva?

Sim… Naquele 1o de maio foi a última vez que vi minha tia viva.

Ao longo dos dias, depois daquela visita, minha prima, filha única dessa tia, contou-me que o quadro dela estava ficando mais grave, que ela alternava momentos de lucidez e de confusão mental. Enfim, estava ficando cada vez mais doloroso para todos os que estavam compartilhando aqueles momentos de dor.

Ao saber da notícia, arrumei minhas coisas e fui direto para Maranguape pois sabia que poderia ajudar eles de alguma forma nesse momento tão doloroso. E assim descobri que até quando morremos a burocracia nos persegue. Mas isso é um detalhe apenas.

Chegando na casa da minha tia encontro com o marido dela logo na porta. Ele me contou que ela deixou essa existência dormindo. Ela estava com dificuldades para respirar e ele foi aplicar um pouco de aerossol nela. Ela inalou algumas vezes e pegou no sono. Foi então que ele liga para minha prima para dizer pra ela que a mãe já estava melhor pois estava até dormindo. Ao voltar no quarto dela, ele percebe que aquele agora era um sono eterno…

Deixei minha prima e o noivo dela no apartamento deles e vim para a casa da minha cunhada. No caminho vinha lembrando das histórias alegres e divertidas que vivi com essa minha tia. Ela era uma pessoa muito astral, muito sorridente e até mesmo zuadenta!!! Lembro que quando eu era criança e nessa época eu era muito muito magro mesmo, minha tia me apelidou de mosquito. Até pouco tempo atrás ela ainda me chamava assim. Ou melhor, ela dizia que eu não era mais mosquito pois depois e crescido engordei.

Quero guardar na memória todas essas passagens engraçadas e felizes que pude compartilhar com minha tia. talvez isso é que seja de fato ter boa memória (ou seria boas memórias??!!)

Deixo aqui registrado o meu carinho por minha tia Ceomar Costa e pela minha prima Sarah Hannahe. Que tanto ela como os familiares encontrem a paz e tenham forças para superar esse momento.

😢😢

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s