[ Análises versus Desejos ]

É uma tarefa bem difícil separar nossos desejos de nossa análises.

Muitas vezes, numa análise dos fatos do cotidiano, ao invés de tentarmos enxergar aquilo que não está óbvio, que está mesmo escondido nas entrelinhas, ficamos a procurar por aquilo que queremos ver. É quando desejos se confundem com análises.

O grande mal desse procedimento é a análise corre sério risco de ficar enviesada, contaminada por aquilo que desejamos encontrar o que pode nos levar a ignorar qualquer evidência em contrário. Ou seja, se me deparo com uma evidência que não vai de encontro ao meu desejo, já a descarto.

Superar o desejo de encontrar nos dados e análises aquilo que entendo como sendo o ideal de realidade é um desafio grande pois isso acaba mexendo com nossas crenças, com aquilo que acreditamos ser a realidade. É quando “Narciso acha feio o que não é espelho”.

Em muitas ocasiões, fazemos nossas análises doa fatos cotidianos apenas para validar nossas crenças. E quando não encontramos essa validações tendemos a acreditar que há algo de errado com a realidade pois ela não está condizendo com o que entendemos ser o real. E aí, haja ficarmos frustrados, choramingando porque o Universo não está nem aí pra nossos desejos.

😉

Escreva o que pensa a respeito...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s