​[ Teoria versus Realidade ]

Uma coisa é uma teoria pretender explicar a realidade ou um determinado fenômeno. 
Até aí tudo bem…

Outra coisa bem diferente é alguém querer a todo custo que a realidade ou o fenômeno se encaixe, ou se adapte, ou se adeque a uma determinada teoria para que o mesmo possa vir a ser explicado através daquela!!

Poxa, gente, não dá para inverter a ordem das coisas!!!

E pior ainda é querer que essa inversão seja sumariamente aceita por todos!!! Assim já beira a imposição!!!

Se a sua teoria não é suficiente para explicar certo fenômeno ou realidade, o problema está na sua teoria e não no fenômeno ou realidade que você pretende  explicar!!!

😉

[ Mais Um Fundamentalismo ]

Vocês já ouviram falar do FUNDAMENTALISTA DO FATOR ÚNICO??!!

É um tipo deveras comum tanto dentro da Caverna do Facebook quanto fora dela.

O fundamentalista do fator único é aquele que para explicar fenômenos mais complexos adora repetir frases do tipo :

“É culpa do PT!!!”

“É culpa do FHC!!”

“É culpa da esquerda!!”

“É culpa da direita!!”

“É culpa dos imigrantes!!”

“É culpa do capitalismo!!”

“É culpa do comunismo!”

“Se não tivesse se vestido dessa maneira nada disso tinha acontecido!!!”

“Ela ganhou a medalha porque era militar!!”

“Ele venceu porque foi beneficiário de programas sociais!!”

São apenas alguns exemplos. Mas em suma o fundamentalista do fator único tende a atribuir aos fenômenos sociais um único fator de causa. Desta forma, ignora toda a complexidade que existe em praticamente todo fenômeno social.

É um fato que os fenômenos sociais complexos sempre têm várias causas, e devemos suspeitar de qualquer um que afirme o contrário.

Não se deixar levar pela conversa do fundamentalista do fator único é muito difícil. Primeiro porque o fundamentalista do fator único poupa o trabalho de investigar as demais causas de um dado fenômeno. Segundo, porque há uma tendência em muitos de querer seguir pelo caminho mais fácil e curto. E terceiro, porque possuímos uma necessidade de explicações sobre tudo e se essa explicação é fácil somos tentados a aceitá-la imediatamente.

Para evitar cair nas armadilhas do fundamentalismo do fator único a melhor coisa a fazer é manter uma postura cética sempre que nos são apresentadas explicações assim tão simples para fenômenos sociais complexos.