[ Terceirizar ]

Ao longo desses dias em que os caminhoneiros cruzaram os braços literalmente pararam o país uma das queixas que mais li na minha bolha facebookeana foi: “E a gasolina?! Eles não vão pedir pra baixarem o preço da gasolina?!? Só do diesel????”

Ora ora ora, caros leitores… Grosseiramente falando é preciso lembrar aos queixosos que caminhão é movido a diesel e não a gasolina (ou etanol). Até onde sei não há caminhões total flex.

Mas onde quero chegar em meu post não é aí. Quero chamar a atenção, mais uma vez, para aquilo que parece ser uma das coisas que nos define como brasileiros e brasileiras: a mania de terceirizar responsabilidades!!!

Vejamos… Os caminhoneiros estão lutando pela pauta deles. E isso não os obriga a querer lutar pelas pautas dos outros. Ou seja, quem deseja que a gasolina baixe que faça como os caminhoneiros e vá a luta, faça seu protesto e pare o país!!

Mas não… A nossa gente, que tem também uma mania de esperar por um Salvador, um ser que vai resolver todos os problemas da nação, fica cobrando daqueles que já estão lutando por suas demandas que inclua as demandas dos outros.

Não minha brava gente brasileira… Não é e nem será assim que vamos fazer deste um país melhor e mais justo. Enquanto quisermos a todo momento terceirizar as nossas responsabilidades iremos ficar na mesma, ou melhor, não sairemos do lugar onde estamos.

É como certa vez li nesta rede social, “se todos aqueles que ficam cobrando dos outros irem às ruas já estivessem ocupando as ruas estas estariam lotadas”!!!!

Mas… Terceirizar responsabilidades é bem mais cômodo e fácil!!!

[ Uma Questão de Física – O Espaço Ocupado Pelos Corpos ]

manif

De acordo com as leis da Física, dois corpos não podem ocupar, ao mesmo tempo, o mesmo lugar no espaço. Bem, não sei se a redação é assim, mas creio que dá para entender.

Faz tempo que li que em 1 m2 cabem, aproximadamente três pessoas. Isso pode ser demonstrado empiricamente de forma bem simples assim:

1. Desenhe no chão um quadrado que tenha 1 metro de lado.

2. Consiga alguns voluntários para o experimento. Irmãos, primos e amigos que estão de bobeira sem ter o que fazer são ótimos para isso!!!! rsrsrsrs

3. Vá acomodando os voluntários do passo 2 no quadrado que foi desenhado no chão de acordo com o passo 1 do experimento. Muito provavelmente você acomodará as três pessoas ou talvez um pouco mais. Mas dificilmente chegará a uma dezena.

Assim sendo, quando você ouvir falar dos públicos presentes nas manifs e que muitas vezes estes números são inflacionados pelos organizadores e deflacionados pela PM, basta recorrer a boa e velha matemática. Pesquise a respeito das dimensões aproximadas do local onde ocorreu a manif e faça a continha: número de participantes dividido pela área do local. Levando em consideração cerca de quatro pessoas por metro quadrado, ou até mesmo cinco, né?! Assim você terá uma informação mais precisa.

Ah!!! Se o valor obtido na simples operação de divisão do parágrafo anterior for próximo de uma dezena ou muito além disso, muito provavelmente um organizador poderá vir a dizer que o número foi obtido levando em consideração pessoas que foram à manif e depois foram embora. Ou seja, considerando uma espécie de fluxo de participantes. Nesse caso, a matemática já passa a ser manipulada para fornecer os números que a moçada deseja que sejam e aí foi por terra algum rigor matemático.

😉